Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Boteco Behaviorista’ Category

Vai um reforço positivo, chefia?

Boteco Behaviorista é uma espécie de café filosófico virtual de behavioristas radicais brasileiros, só que mais caótico divertido.

Acontece a cada 15 dias, aos domingos, às 21h no horário de Brasília.

O Boteco reúne interessados em discutir Análise do Comportamento e Psicologia em diversas instâncias. Aliás, nem só behavioristas frequentam este Boteco: filósofos, biológos e até um psicanalista já passaram por lá para dar a sua opinião sobre os assuntos tratados, enriquecendo as discussões.

O Boteco é encabeçado por Cesar A. A. Rocha e Felipe Epaminondas. Segundo o Felipe, o surgimento do Boteco se deu da seguinte maneira:

“Há muito tempo tenho me preocupado com meios de divulgar a psicologia e da AC. Acredito que estas duas áreas são muito pouco conhecidas pelo público leigo e esse é um dos motivos que fazem os psicólogos serem vistos com um ar de dúvida e mistério.

A minha primeira ideia foi fazer um podcast no modelo do “Astronomy Cast” mas como isso já existia na AC (BehaviorCast) eu deixei de lado. Quando a ferramenta do Hangout apareceu, o pessoal do Astronomy Cast começou o “Weekly Space Hangout“, um encontro semanal para discutir astronomia. Foi aí que pensei que poderíamos ter algo semelhante. O evento, também promovido por eles, durante o pouso da Curiosity foi o momento em que eu deixei de ficar imaginando “como seria” e montei a proposta para enviar pro César e pro resto do pessoal.”

Mas que tecnologia é esta?

Para que seja possivel essa espécie de grupo de estudos virtual é usada uma tecnologia disponibilizada pelo Google, chamada de Hangout. O Hangout é uma ferramenta que se tornou disponível junto com a nova rede social do Google, o Google Plus, que entrou no ar em meados de 2011. Contudo, só em maio deste ano o Hangout on Air, que é a ferramenta que permite que os bate-papos do hangout sejam transmitidos ao vivo pelo youtube, ficaram disponíveis no Brasil. Isso significa que Felipe e Cesar também foram pioneiros no uso de uma ferramenta recém inaugurada e ainda pouco divulgada no país.

O primeiro Boteco aconteceu no dia 12 de agosto de 2012, às vésperas do principal congresso da área, com o tema “Expectativas para o XXI Encontro da ABPMC”. O segundo foi para discutir o que havia acontecido na ABPMC, e no terceiro a discussão girou em torno do dia do Psicólogo. Eles foram uma espécie de aquecimento para o que viria na sequência, e a partir do quarto Boteco as discussões passaram a acontecer em torno de questões mais específicas da abordagem.

Os criadores do Boteco: mais do que rostinhos bonitos.

Os Botecos costumam contar com convidados especialistas em cada tema a ser debatido, além dos amigos botequeiros de sempre. Um destaque especial deve ser dado às chamadas dos Botecos que costumam sair uma semana antes de cada transmissão com o tema, nome dos participantes, dicas de leitura, e, sobretudo, muito bom-humor. As chamadas em si viraram uma atração à parte.

As transmissões tem ocupado um espaço relevante no contexto da Análise do Comportamento, aprofundando de forma interativa temas clássicos e também temas pouco debatidos na abordagem – ou seja: a ideia inicial do Felipe vingou  rapidamente.

Um papel importante que o Boteco desempenha é o de funcionar como uma contingência que mantem a comunidade verbal de analistas do comportamento conversando. Independente de onde estiver,  se o analista do comportamento – ou aspirante a – possuir acesso a internet ele encontrará uma oportunidade de aprender mais sobre a abordagem ou, simplesmente, se manter falando o behaviorês. Além disso, a linguagem simples e a preocupação com a diversidade temática tornam o programa um bom chamarisco para estudantes de Psicologia e outras áreas encontrarem no Behaviorismo Radical uma boa teoria para embasar as suas diversas práticas.

Apesar do ar de improviso à la mesa de bar, o grupo tem o caos por princípio é organizado em torno de temas definidos com um pequeno roteiro de assuntos a serem tratados a cada encontro, um manual de uso com dicas e regras de como usar o Hangout e um grupo de discussão que os botequeiros usam para se aquecer no tema e trocar referências. Os minutos anteriores ao inicio da transmissão são momentos preciosos para os ajustes técnicos e entrosamento da equipe. Costuma rolar um bate-papo rápido depois, para rir dos inevitáveis problemas técnicos e pontuar o que foi dito.

Como em qualquer bom boteco, os botequeiros estão sempre bebericando algo. As bebidas mais pedidas são água, chá e – claro – cerveja.

Já participaram do Boteco Behaviorista:

– Felipe Epaminondas – Psicológico
– Cesar A. A. Rocha – Colaborador do Comporte-se
– Marcela Ortolan – Metamorfose Pensante, Livros & Afins e Pontuando
– Aline Couto – Behaviorist Lady
– Esequias Neto – Presidente do Comporte-se
– Marcelo Souza – Colaborador do Comporte-se
– Nicolas Rossger
– Natalie Brito – Colaboradora do Comporte-se
– Alessandro Vieira – Olhar Comportamental
– Elaine Nogueira – Colaboradora do Comporte-se
– Jan Luiz Leonardi – Site pessoal Jan Luiz Leonardi
– Jean Diogo
– Marco Varella – Marco Evolutivo
– Kadu Tavares
– Tauane Gehm – Sobre Desenvolvimento
– Ana Arantes – O Divã de Einstein
– Saulo Velasco
– Henrique Pompermaier
– Gabriela dos Santos
– Victor Hugo de Souza
– Oswaldo Rodrigues – Psicologia e Sexualidade
– Giovana Munhoz da Rocha
– Diego Zilio

O caos em andamento.

As transmissões podem ser vistas ao vivo ou é possível assistir as gravações depois. O programa é interativo e podem ser feitas perguntas ao vivo fazendo uso dos comentários do Youtube ou da página do evento que é criada a cada programa. As perguntas que não são respondidas ao vivo costumam respondidas depois pelos participantes nas próprias páginas.

Na semana seguinte a que vai ao ar o Boteco fica disponível o download do programa no formato mp3 e mp4 para ver e ouvir em qualquer lugar.

Temas e links para todos os 9 primeiros Botecos Behavioristas:

– Boteco Behaviorista #1: Expectativas para o XXI Encontro da ABPMC
– Boteco Behaviorista #2: Encontro pós-ABPMC
– Boteco Behaviorista #3: Especial Dia do Psicólogo
– Boteco Behaviorista #4: Biologia, Evolução e Comportamento
– Boteco Behaviorista #5: O que faz mal é o papelzinho? Drogas e comportamento
– Boteco Behaviorista #6: Na cama com Skinner
– Boteco Behaviorista #7: Que diabos é equivalência de estímulos?
– Boteco Behaviorista #8: Psycho killer, qu’est-ce que c’est?
– Boteco Behaviorista #9: Eventos Privados: Behavioristas têm sentimentos?

Gostou? Então curta os videos e a página do Boteco no Facebook para acompanhar as novidades, afinal, o melhor ainda está por vir.

Ps.: O texto contou com a censura colaboração de Cesar A. A. Rocha e Felipe Epaminondas.

Read Full Post »